V Campeonato Badminton na Escola reúne mais de 140 alunos

Mais de 140 jovens atletas de várias escolas e núcleos de Teresina e até outros municípios participaram do V Campeonato Badminton na Escola, neste sábado (17) e domingo (18), na Escola Municipal Parque Itararé, zona sudeste de Teresina. O evento marcou o encerramento das atividades do projeto que funciona a partir de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semec) e a Associação de Badminton do Grande Dirceu (Asbagdi).

Os atletas convidados foram divididos por categoria, de 11 a 18 anos. São 95 alunos só do Badminton na Escola, muitos com participações em competições nacionais, como o Bruno Gabriel, aluno do 4º ano da E.M. Parque Itararé. O menino treina há um ano no projeto e já participou de campeonatos em Fortaleza e Curitiba, de onde trouxe a medalha de ouro. A próxima competição será no Peru, durante o Sul-americano da modalidade. “Amo o badminton e quero crescer no esporte, ganhar o mundo”, confessa.

Segundo a coordenadora Ana Cristina, o maior objetivo do evento é integrar os apaixonados pelo badminton, incentivando a prática do esporte. “Eles passam o ano inteiro treinando nas escolinhas, então é hora de se integrar a outros praticantes, trocar experiências e vivenciando esse clima de competição saudável. Os mais novos podem ainda ter contato com atletas que já participam de campeonatos fora do país, servindo como motivação”, afirma.

Participam do torneio também alunos do Colégio Pro Campus, Colégio das Irmãs, Centro da Juventude Santa Cabrini, IFPI, Projeto Atletas do Futuro (Timon/MA), Projeto Mãos Dadas (Timon/MA), Colégio São Judas Tadeu (Batalha). Para receber os atletas convidados, o ginásio da Escola Municipal Parque Itararé recebeu uma cara nova, com pintura interna e reforma das quadras.

Se depender da diretora da escola que sedia o evento, Gleyciane Gomes, o esporte tem lugar garantido no planejamento pedagógico da unidade de ensino. “O badminton cresce dentro e fora da escola, traz diversos benefícios para nossos alunos. Então, estamos sempre apoiando o projeto, que também abraça a comunidade”, conclui.

LEIA TAMBÉM