SINTEPI e trabalhadores da Cepisa ganham duas importantes ações: Equatorial terá que readmitir demitidos

A juíza da 1 Vara do Trabalho de Teresina, Drª Thania Maria Bastos Lima Ferro, determinou na tarde de ontem (31) que a Equatorial Energia reintegre imediatamente os 42 trabalhadores demitidos, além de dar acesso ao Sindicato dos documentos que tratem de demissão individual sob pena de multa diária no valor de R$ 2.000,00, até o limite de R$ 400.000,00. Além disso o TRT determina que a empresa anule eventuais demissões que tenham sido feitas nessas condições após a privatização.

A decisão, importantíssima para a categoria urbanitária, considerou abusiva as demissões sem motivação, enquanto estiver em vigor o Acordo Coletivo de Trabalho, em vigor até 30 de abril de 2019. Oficial de Justiça já entregou a determinação advinda do Tribunal Regional do Trabalho da 22ª Região, para que cumpra-se a decisão.
Além disso, ontem (31), em decisão da 4 Vara do Trabalho, houve o ganho da ação dos tickets de alimentação dos trabalhadores afastados desde o último PDV da empresa e que deixaram de receber o benefício. Uma grande vitória também da luta do Sindicato em defesa da categoria. A ação foi impetrada pelo SINTEPI em 2012, com retroatividade para 2010.

A ação do auxílio alimentação foi dada entrada na Justiça em 2012 e é retroativa a 2010 e beneficia a todos os trabalhadores desligados que deixaram de receber o benefício

Na manhã desta sexta-feira (1º/02), aconteceu uma assembleia geral informativa na frente do prédio da Equatorial, na Av. Maranhão. O Sindicato, inclusive, tem informações de bastidores que a empresa deve divulfar um novo tarifaço, o que vai pesar mais ainda no bolso dos consumidores que já tiveram cerca de 40% de aumento em pouco mais dos últimos 13 meses. 

Fonte: Ascom

LEIA TAMBÉM