Qualificação profissional marca o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência

Programa da Fundação Wall Ferraz já qualificou mais de 160 pessoas

Hoje, 21 de setembro, é celebrado o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. Pensando em políticas de inclusão para esse grupo especifico, desde junho, a Fundação Wall Ferraz desenvolve o Profissionalizar para Inserir. O projeto, que já qualificou mais de 160 teresinenses, leva além de conhecimento, autoestima e desenvolvimento pessoal para os participantes.

“É um desafio diário para nós provar que somos capazes de aprender algo novo, que somos capazes de trabalhar e desenvolver habilidades. O que a gente mais quer é fazer deste curso uma profissão, trabalhar em cima do que foi passado e assim garantirmos um incremento de renda tanto para nós quanto para a Associação. Nossa independência também depende ações como essa que vem para mostrar que a gente pode e que não é a nossa deficiência que vai nos impedir de chegar mais longe”, diz Danielle Pamela, membro da Associação dos Cadeirantes do Município de Teresina. A instituição foi beneficiada com o curo de Arte em papel.

Além da Ascamte, a Associação Pestalozzi, instituição filantrópica que atende pessoas com múltiplas deficiências, foi mais uma instituição que recebeu cursos do Profissionalizar para Inserir. O curso de Artesanato em feltro foi ministrado para os familiares das crianças e adolescentes atendidos pela Associação.

“A cada novo programa desenvolvido pela Fundação Wall Ferraz, nós sempre buscamos oferecer cursos que promovam tanto a inserção no mercado de trabalho quanto o desenvolvimento de iniciativas produtivas, de modo que após esses cursos o grupo possa desenvolver atividades no ramo autônomo, de empreendedorismo, melhorando sua renda, obtendo independência financeira. Esse cuidado se torna ainda maior quando se trata de públicos com características especificas, como é o caso das pessoas com deficiência. Nossa missão é levar qualificação para essas pessoas e mostrar que não limites quando se busca conhecimento”, afirma a presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira.

O Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência foi oficializado em 2005, pela Lei Nº 11.133, que garante direitos relacionados à acessibilidade, educação e saúde, estabelecendo punições para atitudes discriminatórias.

O projeto Profissionalizar para Inserir, desenvolvido pela Fundação Wall Ferraz desde junho deste ano, também oferece formação inicial e continuada às mulheres vítimas de violência, dependentes químicos. O um dos principais objetivos é levar profissionalização a públicos em situação de vulnerabilidade social e desenvolver uma política dirigida a grupos com demandas específicas, construída de maneira coletiva com as representações do segmento para a realização de uma capacitação de qualidade e cada vez mais inclusiva.

LEIA TAMBÉM