Moradores de David Caldas denunciam empresa de telefonia que cobra sem prestar serviços

No final dos anos 60 e durante toda década de 1970, o povoado de David Caldas, zona rural de União, teve destaque no cenário nacional e até Internacional, por causa do projeto de reforma agrária do governo federal. Baseado na agricultura, pecuária e extrativismo vegetal, o projeto deu certo e chamou atenção dos grandes centros do país e de alguns países da América Latina. Mas isso é assunto para outro momento, porque agora a história é outra, tem a ver com as coisas da modernidade, tipo, telefonia.

Em pleno ano 19 do século XXI, os moradores do povoado, distante 45 quilômetros ao norte da capital e que homenageia o Profeta da República, vive problemas de falta de comunicação dos tempos antigos, é que os serviços da única empresa de telefonia que opera o sistema lá e nas redondezas há muito não funcionam. O senhor Francisco Gregório, mesmo com problemas de saúde, vem todo mês reclamar na sede da empresa, localizada em Teresina.

Paulo Santiago é morador da comunidade Boqueirão, próximo à David Caldas, lá o drama com a falta de telefonia é o mesmo.

Dentro do ônibus, o motorista, Milton Gonçalo, aproveitou para reclamar da estrada que liga a PI-112 a David Caldas.

David Caldas é banhadada pelo rio Parnaíba, tem população estimada em 10 mil habitantes, em números de moradores perde apenas para a sede do município.

LEIA TAMBÉM