Governador destaca importância do judiciário piauiense em evento pelos 60 anos da Amapi

Abertura do fórum teve a palestra do ministro do Superior Tribunal de Justiça, Reynaldo da Fonseca.

O governador Wellington Dias participou, nessa quinta-feira (14), no Tribunal de Justiça, da abertura do fórum “Amapi 60 anos: o magistrado e as novas demandas da Justiça” realizado em comemoração ao aniversário da Associação dos Magistrados Piauienses (Amapi). Na oportunidade, teve a palestra do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Reynaldo Soares da Fonseca, que abordou o tema “Direitos Fundamentais no Brasil: em busca de concretização”.

Reynaldo da Fonseca parabenizou a Amapi pelos 60 anos e pela proposta de reflexão a respeito da concretização dos direitos fundamentais no Brasil. “Há trinta anos, nós tivemos uma promessa constitucional, recheada de declarações de direitos no âmbito das liberdades, da igualdade e da fraternidade ou solidariedade. Neste momento, estamos esperando a concretização desses direitos, assegurados na Constituição Federal cidadã, de 1988. Precisamos descobrir caminhos, seja no sentido da judicialização da vida, já que todos nós procuramos a busca dos direitos fundamentais no Judiciário, e precisamos também sair dessa rota, na busca da mediação, da conciliação e no âmbito penal aquilo que chamamos de justiça restaurativa”, comentou o magistrado.

Para o governador, momentos como esse são de suma importância para o dia a dia do judiciário piauiense. “Parabenizo a Amapi pelos seus 60 ano e também pela realização deste fórum. Aproveito para registrar aqui a importância do judiciário do Piauí, um ambiente de segurança jurídica e de harmonia com todos os setores. Como membro do Executivo, somos um parceiro do Judiciário. Eventos como esse são importantes para a atualização. Após o evento, todos saem ainda melhor preparados para a sua missão. Oportunidade de refletir. São vários estados que estão participando, e a presença dessas experiências pode somar às práticas piauienses, e isso pode ser aplicado a muitas coisas no Piauí”, comentou Wellington.

O presidente da Amapi, Thiago Brandão, disse que “o fórum marca as seis décadas da associação e que foi preparada uma rica programação, com todo o carinho, com palestras de conteúdo científico e reflexivo. Estamos a festejar essa data marcante para a nossa entidade. São temas de interesse dos magistrados e da sociedade como todo. Chamamos os colegas à reflexão para tentarmos compreender qual será o papel do judiciário no quadrante histórico que nós vivemos hoje”.

O evento segue até esta sexta-feira (15), onde serão debatidos temas como direitos fundamentais, ativismo judicial processual, equalização da força de trabalho no Poder Judiciário e novidades do processo penal brasileiro.

Autoria: Tamyres Rebeca

LEIA TAMBÉM