Diretores do Sindicato dos Urbanitários traçam luta contra a privatização da Cepisa no Congresso Nacional

Os diretores, presidente Paulo Sampaio e o diretor Jurídico Francisco Marques estão em Brasília, onde se reúnem com o Coletivo Nacional dos Eletricitários, com o objetivo de traçar estratégias de luta no Congresso Nacional para barrar a privatização das empresas Distribuidoras de Energia. Essa é uma estratégia de luta para impedir que o Projeto de Lei seja votado no Senado Federal.

As reuniões acontecem até esta quarta-feira (10), no STIU-DF. Na oportunidade o presidente e diretor do SINTEPI se reunirão com os advogados do escritório Garcez, a fim de viabilizar novas ações para garantir os direitos dos trabalhadores.

Nesta quinta-feira (11), a partir de 7h30, acontecerá uma Assembleia Geral Informativa, na frente do prédio sede da Cepisa, na Avenida Maranhão e nas Regionais também. Na oportunidade os diretores do SINTEPI reforçarão para a categoria todas as informações que serão discutidas na reunião com a procuradora do Ministério Público do Trabalho do Piauí, Drª Jeane Araújo, em reunião marcada para o próximo dia 30 de outubro, no sentido de garantir os direitos assegurados no Acordo Coletivo de Trabalho – ACT, que vigora até 30 de abril 2019, bem como garantir que nenhum trabalhador sofra coação ou ameaça diante da empresa Energia Equatorial, que venceu o leilão considerado fraudulento pelos trabalhadores e ilegal e com isso várias ações contra a privatização estão em andamento na Justiça Federal.

                Na Assembleia, serão repassadas informações sobre o FGTS dos trabalhadores, tickets, entre outros direitos, além de informações sobre uma audiência ocorrida em 28 de setembro no STF, em Brasília, na qual o ministro Ricardo Lewandowski já havia dito sobre pontos de irregularidade no processo de venda das distribuidoras de energia. Na Assembleia, também serão repassadas todas as informações de luta sobre as estratégias contra a privatização do setor elétrico.

LEIA TAMBÉM