Centro de Atenção ao Diabético registra aumento de atendimentos

As complicações do diabetes podem atingir o coração, os olhos, os nervos, os rins, as artérias e até levar a morte do indivíduo. Para atender pessoas com essa doença do tipo 1 e também casos específicos do tipo 2, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) mantém o Centro de Atenção ao Diabético (CAD), que funciona no Centro de Saúde Lineu Araújo, em Teresina. Somente nos dois primeiros meses de 2019 o local realizou 1.513 atendimentos, número que representa 18% a mais do que o registrado no mesmo período do ano passado.

Para iniciar o tratamento, o ponto de partida são as Unidades Básicas de Saúde, conforme explica Patrícia Moreira, endocrinologista que atua no Lineu Araújo. “Se houver necessidade, o paciente é direcionado para o CAD. Os critérios são: ter sido diagnosticado com diabetes tipo 1 e também se for diabetes tipo 2 que usa insulina, que esteja com complicações associadas ou com diabetes descompensado (hemoglobina glicada maior do que 7%, glicemia em jejum acima de 130mg/dl e glicemia pós prandial acima de 180 mg/dl)”.

De acordo com o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Charles Silveira, o atendimento oferecido é integral e satisfatório. “As 90 Unidades Básicas de Saúde realizam a prevenção de doenças bem como o acompanhamento de usuários diagnosticados com diabetes, inclusive fornecem medicações e insumos para controle e tratamento dessa doença. Já o CAD dá um bom suporte para esse público, em caso de complicações”, ressalta.

O diabetes é uma doença crônica caracterizada pelo aumento de glicose no sangue e que não tem cura, mas tem controle. “É necessário que o usuário tenha uma alimentação adequada, faça exercícios físicos e utilize as medicações de acordo com as orientações médicas. Sem os cuidados necessários, o paciente pode ter problemas na visão (cegueira), nos rins (insuficiência renal crônica), nos nervos (com perda de sensibilidade ou dor crônica), pé diabético e de doenças cardiovasculares (AVC e infarto)”, ressalta Patrícia.

Para os usuários com diabetes acometidos por complicações nos pés (a exemplo de feridas), o Lineu Araújo atende por demanda espontânea, sem necessidade de agendamento. “O atendimento ocorre de segunda e sexta-feira no turno da tarde e ali fazemos curativos, cuidados na circulação, indicação de medicamentos e acompanhamento do usuário”, explica a enfermeira Ana Maria, do Lineu Araújo.

FMS fornece aparelho de glicemia e medicamentos para diabetes

Segundo Juliana Lima, gerente de assistência farmacêutica da FMS, a Fundação é responsável pelo fornecimento de medicamentos e insumos para tratamento e controle do Diabetes na Atenção Básica. “Fornecemos insulinas NPH e Regular, antidiabéticos orais que fazem parte da primeira linha de cuidado do Ministério da Saúde. Além disso, disponibilizamos os insumos para uso das insulinas e monitoramento de taxas glicêmicas: seringas para insulina e aparelhos de glicemia”.

Ela explica ainda que, para recebimento dos insumos de automonitoramento da glicemia capilar (aparelho de glicemia, fitas e lancetas), o usuário deve ser residente em Teresina e ser assistido pela Rede de Atenção Básica. Os documentos necessários para solicitação são: documentos pessoais, laudo médico declarando que o usuário é insulinodependente de difícil controle e necessidade do automonitoramento capilar, além de ficha do E-Sus com cadastro na UBS.

LEIA TAMBÉM